Mulher

Fonte de gozos de amor e de maldades,
De heroísmo, sublimidade e fé.
Ontem, hoje, em todas as idades
Sempre querida e combatida até ! ...

Bela e desejada na virgem mocidade.
Muito inocente ... outras vezes ré;
Anjo ou demônio de extrema crueldade
Quem dirá ao certo aquilo que ela é ?! ...

E quanto mais conhecê-la nós queremos,
Tanto menos encontramos a solução.
Se a vemos muito, bem pouco a veremos

Se não buscarmos estudar-lhe o coração
Quando for mãe. Então prostrar-nos-emos
Extasiados dizendo uma oração.