Tema: o tempo teima

Cadê o ócio antigo,
o ócio amigo?O companheiro
caseiro
que me ajudou
a ser o ser
que não sou,
que não sente...

Que gosta
de pouca coisa
de pouca gente...

Que gosta
pouco...E hoje,
louco,
teme a solidão.

Eu, especialista em tempo de sobra,
quase quero uma multinacional
pra trabalhar (quase...)
ou algo para beber (se gostasse de beber...).

Ah, esquecer... esquecer...
tudo o que não fiz.E amanhã?
Entrarei novamente (com essa mente antiga)
no consultório da terapia (tortura!)
sem saber quem vai sair.

22/5/02