Crê-ser

Quando parei
de imaginar o vento
pude senti-lo.Aquilo
me fez
desculpar
os anjos.

Marmanjo
percebi a gaiola.

E agora
abro as asas
sem véu.

Pois o céu
não é sonho.

16/8/02