"E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure."

Biografia - Amigos e parceiros do Poeta - Bibliografia do poeta - Produção Musical - Arca de Noé - Bibliografia sobre o poeta - Menu de Poesias