Trechos

"Eu acho que essa discussão MPB versos rock é uma coisa duplamente ridícula, porque isso implica na ignorância do que é realmente o rock'n 'roll. Rock'n 'roll é uma música de jovens para jovens. Ao passo que a gente não pode chegar e dizer que a MPB é uma música de velhos para velhos porque isso é uma coisa ridícula (....)"


"Se um ator faz o papel de um assassino, ninguém vai achar que ele é um assassino. Agora, se um ator faz papel de gay, todo mundo vai achar que ele é. Tem alguma coisa errada... Isso me interessa profundamente. A humanidade é desumana, mas acho que ainda temos uma chance."
"Acredito que existem pessoas que gostam de usar drogas, gente que sente prazer com isso, mas elas devem ser uns 3% da população. Hoje em dia todo mundo usa e quer, porque não se tem saída para nada. (....)"
"Desde pequeno, eu sempre achei as drogas uma coisa super-romântica, um pouco como aquela música do Cazuza: 'todos os meus heróis morreram de overdose'. Mas ninguém mostra o lado ruim da coisa. Eu sei o que é ficar numa cama tremendo e tendo alucinações. É um horror. (...)"
"Não quero mais ficar usando drogas, a ponto de perder o fio da meada. É que nem doce: pode ser bom de vez em quando, mas o excesso é que te faz perder a cabeça. Tudo o que é excesso não presta, como excesso de discos vendidos e excesso de talento, que não é o meu caso. (...)"
"Camisinha sempre! (...) Ninguém sabe de onde veio esse vírus. A pessoa numa relação sexual tem que tomar cuidado com tudo. Senão, acaba pegando herpes, sífilis, gonorréia, hepatite. O que eu recomendo é o seguinte: sempre andar de camisinha. E, de preferência, camisinha importada."
"...Evitar que as pessoas passem pelo que passei: achar que era doente, estranho e que ia morrer e seguir direto para o inferno. (...)"
"Contrato de gravadora é que nem Fausto assinando com Mefistófeles: uma vírgula pode mudar tudo. Agora que o nosso contrato está acabando eles estão tratando a gente a pão-de-ló."
"Eu só queria saber o que o pessoal do rock-gospel acha de si mesmo. Eu queria realmente saber... Principalmente os metaleiros. Olha, eu tô comprando briga aqui. Não é pra Renato Russo comprar briga. Ele está escondido nas montanhas."
"... o vocalista aparece mais, mas às vezes as pessoas têm a impressão de que eu faço tudo. E eu não faço tudo, não. Tem músicas inteiras que o Dado me entrega a fita pronta, eu só coloco a letra."
"... Aqui no Brasil, nós somos alegres mas nós não somos felizes. Existe toda uma melancolia e uma saudade que a gente herdou dos portugueses e que a gente ainda nem começou a resolver. A gente não sabe o que é esse nosso país. (...)"