O Deus

O Deus é a força masculina, a outra metade da energia primordial que deu origem ao Universo. Da mesma forma que vemos na Lua uma representação da Deusa, o Sol representa o Deus. Sendo assim, o Deus está ligado à chegada do verão, do outono, do inverno e da primavera.

As Bruxas celebram a mudança das estações com rituais específicos. Estes Dias de Poder, ou Sabbats, acontecem 8 vezes por ano. Eles marcam as estações e a mudança nos padrões do clima e da fertilidade da Terra. Apesar do Sol e do Deus ainda serem vistos (simbolicamente) como os originadores destas mudanças, as duas Deidades são reverenciadas nestas épocas.

As Bruxas também vêem o Deus na vida selvagem, nas árvores antigas, na vegetação emaranhada e nos animais não-domesticados. Em particular, os animais de chifres - como o gamo e o touro - são ligados ao Deus. Os chifres eram os antigos símbolos da divindade, e isso não é - de maneira alguma - uma referência ao "diabo" das religiões cristãs. Este é um dos pontos mais polêmicos para quem não conhece a história religiosa e suas conseqüências. Então, vou dar uma explicação rápida para este mito.

Quando as legiões romanas invadiram as Ilhas Britânicas, encontraram uma cultura religiosa arraigada há mais de 20 mil anos, desde o período neolítico. Seus símbolos, rituais e deuses eram absolutamente diferentes daqueles do quase "recém-nascido" Cristianismo. Portanto, para doutrinar a população - de camponeses, em sua maioria - foi mais fácil transformar a imagem do seu Deus de Chifres em uma criatura maléfica, cuja adoração traria os piores castigos. Assim, o Deus das Coisas Selvagens, o Deus da Colheita, o Deus que aquela população conhecia há milênios, foi transformado na figura do "diabo" cristão... E parece que este conceito funcionou, pois dura até hoje, infelizmente... Algumas pessoas podem - e com certeza o fazem - interpretar isso em seus próprios termos: "Elas não veneram o Deus único e verdadeiro. O Deus delas tem chifres! Então, elas são satanistas!"

Como já foi explicado acima, as Bruxas não são satanistas. As Bruxas NÃO ADORAM AO "DIABO". O "diabo" é um conceito cristão, e não faz parte da nossa filosofia.

Este mesmo tipo de pensamento estreito e limitado levou os primeiros cristãos a achar que os povos africanos, indígenas, polinésios, aborígenes, e muitos outros grupos culturais, eram adoradores do diabo "de carteirinha". Pelo fato de não serem cristãos, não eram considerados humanos. Isto levou a muitos genocídios e ao conceito abominável da escravidão... C

ontinuando: para as Bruxas, o conceito do Deus não é uma coisa guardada apenas para a ocasião dos rituais. Ele é, junto com a Deusa, uma parte integrante das nossas vidas todas as manhãs, tardes e noites.

Apesar de algumas Bruxas dedicarem-se e celebrarem os rituais apenas à Deusa, a maioria reverencia aos Dois juntos. Nós consideramos a Natureza e a Terra, inclusive nosso corpo, como manifestações da interação entre estas duas energias.

Dentro da nossa filosofia, a Deusa e o Deus são seres Divinos gêmeos: expressões iguais e equilibradas da fonte primordial, o Todo. Esta fonte desconhecida e incompreensível é a mesma que tem sido reverenciada por todas as religiões desde as primeiras práticas religiosas e os primeiros pensamentos espiritualistas.

Todas as religiões têm um objetivo básico: reunir seus praticantes àquilo que é Divino. Este é o sentido estrito da palavra religião: "religare". E a Bruxaria não é diferente...

 

 

Voltar