Concentração Mental

Concentração Mental Quando pensamos, emitimos ondas a espraiar-se pelo espaço.

Mediante um processo natural de sintonia, de freqüência de nossa onda mental atua em outras que lhe são equivalentes, estabelecendo uma sincronia de forças.

Espírito encarnados ou desencarnados, situamo-nos em faixas vibratórias oscilantes, que são as conseqüência das nossas criações mentais habituais.

Da média aritmética do nosso tipo de onda mental, pode-se estabelecer o clima psíquico de cada um. Para o intercâmbio espiritual, os Espíritos Benfeitores situam as Entidades comunicantes na onda vibratória do pensamento de sensitivo, do que decorre a ativação dos mecanismos mediúnicos, gerando as comunicações de múltiplos aspectos, conforme a área alcançada.

Quando solicitamos concentração dos cooperadores, pedimos que as mentes sincronizem no dinamo gerador de forças, que é a Divindade, a fim de podermos catalisar as energias mantenedoras do ministério mediúnico.

A média que resulta das fixações mentais dos membros que constituem o esforço da sessão mediúnica, oferece os recursos para as realizações programadas.

A concentração individual, portanto, é alta relevância, porque a mente que sintoniza com as idéias superiores, vibra em freqüência elevadas.

Quem não é capaz de manter-se no mesmo clima de vibração, produz descargas oscilantes sobre a corrente geral, que se desarmoniza, à semelhança da estática que perturba a transmissão da onda sonora nos aparelhos de rádio.

Indispensável criar-se um clima geral de otimismo, confiança e oração, o que produz à produção de energias benéficas, de que se utilizam os Instrutores desencarnados para as realizações edificantes no socorro espiritual.

A concentração é, pois, fixação da mente nua idéia positiva, idealista, ou na repetição meditada da oração que edifica, e que, elevando o pensamento às fontes geradoras da vida, dá e recebe em reciprocidade descargas positivas de alto teor de energias santificadoras.

Concentrar é deter o pensamento em alguma coisa, fenômeno a principio, de natureza intelectual, em breve se torna automático pelo hábito, consoante ocorre nas pessoas pessimistas, enfermiças ou idealistas, e que por um processo de repetição inconsciente mantém sempre o mesmo clima psíquico, demorando-se nas províncias do pensamento de lhes atrai.

Com o esforço inicial, com os exercícios em continuação, e com a disposição de acertar, criar-seão as condições positivas para êxito de uma concentração feliz; facilitando, desta forma, as comunicações espirituais que se sustentam nessas faixas de vibrações.

 

 

Voltar